Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula solta o grito no PT: ‘precisamos ir para a rua’ contra Bolsonaro

'Só o povo pode resolver ingovernabilidade de Bolsonaro', diz Lula; petista voltou a dizer que, se tiver apoio, será candidato para derrotar o bolsonarismo

Por Robson Bonin Atualizado em 9 jun 2021, 14h00 - Publicado em 9 jun 2021, 13h56

Na entrevista que deu nesta quarta a uma rádio do Nordeste, o ex-presidente Lula colocou de vez o PT na onda de protestos contra Jair Bolsonaro, por causa da mortes, erros e omissões do governo na pandemia. Diz o petista:

“Está difícil. O povo está frustrado, muito decepcionado. Obviamente que o coronavírus fez com que o povo ficasse dentro de casa, sem se manifestar, com medo, mas eu acho, sabe, que nós precisamos ir para a rua e cobrar que este país seja governado decentemente. Se o Brasil continuar nesse nível, vai continuar sendo um país pequeno, sem respeitabilidade, não vai gerar os empregos de que nós precisamos, não vai gerar a renda de que o povo precisa. Somente o povo pode resolver o problema da ingovernabilidade do Bolsonaro”.

Perguntado se irá disputar a Presidência em 2022, Lula disse que, se o PT quiser, se houver alianças políticas e apoio nos estados, ele será candidato. “Se for necessário, para tirar o Bolsonaro, eu ser candidato, não tenha dúvida de que eu serei candidato”, disse. “Eu tenho 75 anos de idade, eu estou bem de saúde, tento me preparar fisicamente, intelectualmente, tento me preparar para consertar as coisas que eles já estragaram. E não foi pouca coisa que eles já estragaram”, acrescentou.

Publicidade