Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula pede que STF tire caso triplex da 13ª Vara de Curitiba

Defesa do ex-presidente alega que processo não tem relação com a Petrobras e pede anulação de todas as decisões tomadas por Moro

Por Mariana Muniz Atualizado em 4 nov 2020, 19h20 - Publicado em 4 nov 2020, 19h16

A defesa do ex-presidente Lula apresentou um pedido ao Supremo Tribunal Federal para que considere incompetente a 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar o caso do triplex de Guarujá, em São Paulo. O habeas corpus foi protocolado nesta terça-feira e será analisado pelo ministro Edson Fachin.

No recurso, os advogados do ex-presidente alegam que o ex-juiz Sergio Moro reconheceu, nos embargos de declaração que apresentaram após a sentença, que não havia identificado recursos de contratos da Petrobras destinados ao petista.

“Sem a citada ‘ligação’ – como de fato nunca se materializou, consoante amplamente destrinchado alhures e reconhecido textualmente em múltiplas decisões -, o caso não poderia ser tocado em Curitiba/PR, onde apenas ações relacionadas à Petrobras eram objeto de investigação”, afirmam. 

Por isso, pedem para que todos os atos praticados pelo então magistrado responsável pela Lava-Jato no processo do imóvel sejam anulados.

Este é mais um recurso que poderá levar o reconhecimento da nulidade de todo o processo — já há dois habeas corpus sobre a suspeição de Moro e dos procuradores da Lava-Jato que buscam gerar o mesmo efeito. No entanto, será a primeira vez que o STF irá analisar a questão da competência da Vara de Curitiba no caso do triplex.

Continua após a publicidade
Publicidade