Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Lula não tem como negar conhecimento do esquema na Petrobras’

Sergio Moro disse em sentença que presidente sabia de central de corrupção

Por Ernesto Neves Atualizado em 17 jul 2017, 17h47 - Publicado em 12 jul 2017, 15h43

Na sentença condenatória de Lula, o juiz Sergio Moro afirma que o ex-presidente sabia da central de corrupção instalada na Petrobras. Moro diz ainda que Lula manteve no cargo diretores acusados de recebimento de propina, como Renato Duque.

“Mesmo na perspectiva do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a indicação por ele dos Diretores da Petrobrás que se envolveram nos crimes
de corrupção, como Paulo Roberto Costa e Renato de Souza Duque e a sua manutenção no cargo, mesmo ciente de seu envolvimento na arrecadação de propinas, o que é conclusão natural por ser também um dos beneficiários dos acertos de corrupção, representa a prática de atos de ofícios em infração da lei”, disse Moro.

“É certo que, provavelmente, o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tinha conhecimento de detalhes e nem se envolvia diretamente nos acertos e arrecadação de valores, pois tinha subordinados para tanto, mas tendo sido beneficiado materialmente de parte de propina decorrentes de acerto de corrupção em contratos da Petrobrás, ainda que através de uma conta geral de propinas, não tem como negar conhecimento do esquema criminoso”, conclui o magistrado.

Publicidade