Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Longe de Brasília, melhor

Quem convive com Brizola Neto costuma dizer que ele jamais foi chegado a pegar no pesado, principalmente em Brasília. Correligionários contam que, quando Brizolinha estava no exercício do mandato de deputado federal, nem adiantava ligar para o gabinete antes do meio-dia. Agora, no ministério, pouca coisa parece ter mudado. Pelo menos é que mostra a […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h10 - Publicado em 21 dez 2012, 10h21

Relax

Quem convive com Brizola Neto costuma dizer que ele jamais foi chegado a pegar no pesado, principalmente em Brasília. Correligionários contam que, quando Brizolinha estava no exercício do mandato de deputado federal, nem adiantava ligar para o gabinete antes do meio-dia.

Agora, no ministério, pouca coisa parece ter mudado. Pelo menos é que mostra a agenda oficial. Nos últimos quatorze dias úteis, Brizolinha ficou entre Rio e Brasília: passou seis dias e meio na capital e outros três e meio em compromissos no território fluminense, mais perto da praia.

Em outros quatro dias, a agenda traz a seguinte informação: não existem publicações nesta data. A assessoria de imprensa dele jura que tratam-se dos famosos despachos internos. Só não dá para saber se é verdade.

Continua após a publicidade

Publicidade