Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Livro tabelado

A Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara rejeitou um projeto que pretendia praticamente congelar os preços dos livros. De autoria de Augusto Carvalho, a proposta estabelecia que a venda dos livros teria de ocorrer “na forma de preço fixo, obedecendo ao desconto máximo de 10% sobre o valor estabelecido pela editora”. Mas os integrantes da […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 11h49 - Publicado em 31 Maio 2011, 12h32

A Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara rejeitou um projeto que pretendia praticamente congelar os preços dos livros. De autoria de Augusto Carvalho, a proposta estabelecia que a venda dos livros teria de ocorrer “na forma de preço fixo, obedecendo ao desconto máximo de 10% sobre o valor estabelecido pela editora”. Mas os integrantes da comissão argumentaram que o projeto fere a livre iniciativa, seria de difícil fiscalização e não contempla a diversidade entre as regiões do país.

Publicidade