Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Levantamento mostra aumento de inadimplência e queda nas vendas no varejo

Carnês atrasados registram aumento de 12,6% em relação a março de 2019; consultas de CPFs para compras também caíram 58%

Por Robson Bonin - 26 mar 2020, 16h27

Levantamento da plataforma de análise de crédito Meu Crediário junto a 1.000 lojas mostra que março registra aumento de 12,6% na inadimplência dos consumidores em relação a março de 2019.

Para Jeison Schneider, cofundador do Meu Crediário, a tendência é que até o final do mês a inadimplência dispare ainda mais por causa do fechamento do comércio. “Os lojistas com o caixa mais elevado conseguem até superar as perdas por dois ou três meses, mas para quem já está com dificuldade a dica é renegociar pagamentos com fornecedores e buscar empréstimos com taxas adequadas”, diz Schneider.

Outro impacto aferido nesses dias de quarentena por causa da pandemia de coronavírus envolve a queda de 58% no número de consultas de CPFs na semana passada (16 a 21 de março) em relação à semana anterior (09 a 14 de março).

Segundo o empreendedor, esse é um indicador forte da desaceleração das lojas físicas do varejo nacional. “Mesmo nos estados que ainda mantém as lojas abertas, já se vê que os consumidores estão evitando aglomerações e alguns cortam a intenção de compra até mesmo pelo receio de não conseguir honrar os compromissos financeiros no futuro”, avalia.

Publicidade