Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Leia a íntegra do mandado de prisão da CPI contra Roberto Dias

Como estava sob juramento e não poderia mentir, Dias foi preso em flagrante

Por Gustavo Maia Atualizado em 7 jul 2021, 19h38 - Publicado em 7 jul 2021, 19h18

A CPI da Pandemia divulgou há pouco o mandado de prisão contra Roberto Dias. Em oito páginas, Omar Aziz fundamenta a ordem a partir de falas contraditórias e inverídicas do ex-diretor da Saúde durante o depoimento nesta quarta.

Como estava sob juramento e não poderia mentir, Dias foi preso em flagrante. “Em vista a condição de testemunha compromissada, as contradições acima expostas, para além das demais verificáveis ao longo das notas taquigráficas anexas, ausente qualquer retratação do depoente, nos termos do art. 4º, II, da Lei 1579/1952, c/c Art. 52, XIII, da Constituição Federal, cumulado com o art. 226 do Regimento Administrativo do Senado Federal, decreto a de prisão em flagrante de ROBERTO FERREIRA DIAS, pelo crime próprio de falso testemunho de que trata a Lei 1.579/1952, e requisito à Polícia do Senado Federal que tome as providências cabíveis para a lavratura desta ocorrência”, diz Aziz.

Leia a íntegra: AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE

 

Continua após a publicidade
Publicidade