Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Katia Abreu ainda não decidiu qual será o seu novo partido

Já são muitos os convites

Por Pedro Carvalho 14 ago 2017, 16h25

Katia Abreu só quer se ver livre do PMDB para concorrer ao governo de Tocantins. A primeira pesquisa Ibope realizada mostrou seu nome como forte na disputa.

Mas isso não significa que a decisão do novo partido será tomada logo. Enquanto sua situação entre os peemedebistas se torna cada vez mais insustentável, a ex-ministra ainda analisa os convites que recebeu de outras legendas.

Se ficar no PMDB, ela teria que disputar com Marcelo Miranda, atual governador, na convenção do partido. E é muito difícil que ela fosse escolhida.

Convites a Katia Abreu não faltam: PSDB, PDT, PSD, PSB e PR já demonstraram interesse em tê-la.

A favor do PSD conta o fato dela já ter sido do partido, antes de migrar para o PMDB. Além disso, seu filho, o deputado Irajá Abreu, está lá.

O PR do senador Vicentinho Alves tem três das cinco maiores prefeituras de Tocantins. Em 2018 ele será candidato à reeleição no Senado.

Já o PSB é liderado por Carlos Amastha, prefeito de Palmas, que lidera a corrida ao Senado.

 

Continua após a publicidade
Publicidade