Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça suspende pagamento de auxílio-mudança na Câmara e Senado

Cabem recursos em tribunais superiores

Por Da Redação - 23 jan 2019, 13h45

A Justiça Federal de Ituiutaba suspendeu o pagamento do auxílio-mudança na Câmara e Senado.

No fim do ano passado, Rodrigo Maia antecipou o pagamento de verba indenizatória para 505 parlamentares, no valor de 33,7 mil reais para cada, o que totaliza 17 milhões de reais.

Alguns parlamentares renunciaram ao recebimento do benefício, previsto originalmente para o próximo dia 31 de janeiro.

Não foi o caso de Jair Bolsonaro. O presidente foi um dos que recebeu a quantia, três dias antes de assumir o Planalto.

Publicidade

Com a recusa, o entendimento de Rodrigo Maia e Eunício Oliveira é de que os valores deverão ser pagos em dobro até o fim do mês corrente.

A suspensão poderá ser recorrida em tribunais superiores.

 

Publicidade