Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça intima AGU a explicar passeios de Bolsonaro em plena epidemia

Ação foi movida por dois deputados petistas

Por Evandro Éboli Atualizado em 30 jul 2020, 18h58 - Publicado em 29 abr 2020, 20h13

Nem bem assumiu, o novo ministro da AGU, José Levi, tem mais uma dor de cabeça com o presidente.

A Justiça de São Paulo quer ouvir Jair Bolsonaro sobre o descumprimento das medidas de restrições de circulação nas ruas por razões da epidemia da Covid-19.

Dois deputados petistas – Paulo Teixeira (SP) e Henrique Fontana (RS) – pediram que a Justiça proíba o presidente de seus passeios públicos sem seguir orientações como uso de máscara e sem garantir o distanciamento mínimo das pessoas.

A oposição quer ainda vetar discursos do presidente e mensagens em redes sociais que contrariem os protocolos de cuidados da OMS e do Ministério da Saúde.

“Tendo em vista as inúmeras ações civis públicas e ações populares ajuizadas em âmbito nacional a fim de que o Presidente da República siga orientações dos Órgãos de Saúde, reputo prudente a oitiva da União sobre o pedido formulado nesta ação, bem como para que se manifeste a respeito de eventual prevenção”, decide o juiz federal Paulo Cezar Duran.

 

Continua após a publicidade
Publicidade