Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Justiça não funciona contra poderosos’, diz Deltan após punição no CNMP

Procurador levou uma advertência por ter dito que STF passa mensagem de leniência a favor da corrupção

Por Mariana Muniz 26 nov 2019, 13h00

Após ser punido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) nesta terça-feira, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, foi ao Twitter se defender.

“Minha manifestação decorre de um sistema de justiça que não funciona, em regra, contra poderosos, e é na omissão e no silêncio que a injustiça se fortalece. O debate dos problemas de nosso sistema é essencial”, disse.

Dallagnol levou uma advertência por ter dito, em entrevista à rádio CBN, que o STF passa a mensagem de leniência a favor da corrupção em algumas de suas decisões.  

“A advertência aplicada a mim pelo CNMP hoje por ter criticado decisões de ministros do Supremo, exercendo o direito à liberdade de expressão e crítica, não reflete o apreço que tenho pelas Instituições”, escreveu.

O coordenador da Lava-Jato também agradeceu o apoio que tem recebido e afirmou que irá continuar “trabalhando para fazer a minha parte em reduzir a corrupção e a impunidade”.

Continua após a publicidade
Publicidade