Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça nega pedido da mãe de Geddel para anular buscas

A matriarca pediu a devolução do que foi apreendido em seu apartamento

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 30 jul 2020, 20h45 - Publicado em 14 set 2017, 17h00

O desembargador do TRF em Brasília Ney Bello acabou de negar um mandado de segurança apresentado pela mãe de Geddel Vieira Lima, o homem de 51 milhões de reais.

A matriarca da família Lima pleiteava a devolução do que foi encontrado no apartamento dela e a nulidade da busca e apreensão, sob argumento de que não tem relação com a tramóias do filho.

Para Ney Bello, no entanto, se Geddel guardou um prêmio de loteira na casa de um amigo é presumível a possibilidade de ele também ter usado imóveis de parentes para esconder provas.

“Se o inculpado era capaz de armazenar 51 milhões em apartamento de um não parente, desprovido de qualquer segurança, sem declaração ao imposto de renda, sem a mínima comprovação de origem, como não inferir a possibilidade de utilizar-se do apartamento da mãe para guardar dinheiro não declarado ou documentos relevantes para a investigação?”, disse o desembargador na decisão.

Continua após a publicidade
Publicidade