Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Justiça dá prazo para governo se manifestar sobre motosseata de Bolsonaro

Próximo evento estaria sendo articulado em Fortaleza; ação questiona falta de protocolo sanitário e gasto de dinheiro público em ato "político-eleitoral"

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 9 jul 2021, 15h42 - Publicado em 9 jul 2021, 15h40

A Justiça Federal do Ceará determinou que a Advocacia-Geral da União tem até 16 de julho para se manifestar sobre a motosseata que apoiadores de Bolsonaro planejam realizar no estado.

O juiz Leonardo Resende Martins atendeu a uma ação popular de autoria do deputado federal Célio Studart (PV-CE).

A peça apresenta “o desrespeito do chefe do Executivo federal aos protocolos sanitários de combate à pandemia” e questiona os gastos com mobilização de órgãos de estado e recursos públicos para custear a operação necessária para as atividades de cunho “político-eleitorais”.

“Os eventos realizados em São Paulo e no Rio de Janeiro apresentaram graves violações de medidas sanitárias e de distanciamento. Não podemos deixar que isto ocorra no nosso estado. As taxas de ocupação de leitos ainda são altas e as taxas de contaminação ainda não estão controladas”, afirma o parlamentar.

Apesar das críticas, Bolsonaro fez outra moticiata em 26 de junho, desta vez em Criciúma (SC).

Continua após a publicidade
Publicidade