Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Juiz rejeita queixa de Daniel Dantas contra Protógenes

Ex-delegado da Polícia Federal disse em discurso que Dantas comprou o STF

Por Ernesto Neves 17 jul 2017, 15h19

O juiz André Rossi, da 2ª Vara Criminal de Guarujá (SP), rejeitou a queixa-crime apresentada pelo banqueiro Daniel Dantas contra o ex-deputado federal e ex-delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz.

No processo, o banqueiro, que chegou a ser preso duas vezes pelo então delegado da PF, acusava Queiroz de injúria, calúnia e difamação por causa de um discurso que ele proferiu no Plenário da Câmara dos Deputados em 11 de setembro de 2013, na condição de deputado federal (PC do B).

Na ocasião, ele afirmou que o banqueiro usou “bilhões e bilhões” para “comprar” um ministro do Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria Geral da República.

“Essa foi apenas mais uma das tentativas feitas pelo banqueiro Daniel Dantas para desqualificar o trabalho dos investigadores da PF, do Ministério Público e a própria Justiça, iniciadas em 2008, quando Protógenes Queiroz coordenou a Operação Satiagraha”, afirmou Adib Abdouni, advogado de Protógenes.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade