Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Juiz dá 15 dias para Amado explicar acusações contra Lula e filhos

Interpelação judicial foi apresentada ao Tribunal de Justiça de Pernambuco no fim de junho

Por Gustavo Maia 6 jul 2021, 14h43

Em resposta a uma interpelação judicial apresentada no fim de junho pelo ex-presidente Lula, um juiz do Tribunal de Justiça de Pernambuco determinou nesta segunda-feira que o cantor Amado Batista seja notificado e responda em até 15 dias ao pedido de explicações sobre declarações ofensivas ao petista e seus filhos.

O despacho foi assinado por José Anchieta Felix da Silva, da 5ª Vara Criminal do Recife.

Bolsonarista, Batista afirmou em entrevista no dia 25 de maio ao blog do jornalista pernambucano Magno Martins que Lula roubou “pra caramba”, assim como seus filhos.

Questionado pelo entrevistador se a história de que um dos filhos do ex-presidente é “latifundiário, de não sei quantas cabeças de gado” é mito ou verdade, o cantor respondeu com uma acusação: “Mito? É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso para vocês verem. Ao vivo e a cores”.

Na interpelação, os advogados de Lula apontam que as declarações “podem resultar em dois crimes de injúria e/ou, até mesmo, crimes de
difamação”, cuja soma das sanções máximas ultrapassa dois anos.

Ao fim, a defesa do petista pediu as as explicações cabíveis, mas ofereceu ao artista a oportunidade de vencer “eventuais equivocidades por meio de retratação formal”.

Continua após a publicidade
Publicidade