Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Jovair Arantes: falta demais para ser um bom deputado

Ele faltou a praticamente metade das sessões de 2018

Por Gabriel Mascarenhas - 28 Jun 2018, 18h00

Jovair Arantes vem bombando na imprensa desde março, quando VEJA revelou a digital da excelência na atuação de uma organização criminosa que aparelhou o Ministério do Trabalho.

De lá para cá, o deputado já recebeu uma visita-surpresa da Polícia Federal, viu o Supremo decretar a prisão de dois de seus sobrinhos e, como de hábito, produziu pouquíssimo na Câmara, onde deveria dar expediente todos os dias.

Deveria, mas não é o caso.

Jovair faltou a nada menos do que 21 (44,7%) das 47 sessões realizadas na Casa em 2018 ou, em bom português, quase metade dos compromissos da excelência no Plenário.

Continua após a publicidade

As energias do deputado estavam voltadas para o que o Trabalho poderia lhe render.

Publicidade