Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Janot: Desde 2006, Temer e aliados lideram organização criminosa

Procurador-Geral acaba de protocolar denúncia

Por Ernesto Neves Atualizado em 14 set 2017, 18h15 - Publicado em 14 set 2017, 17h38

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acaba de protocolar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Na introdução ao documento de 245 páginas entregue ao Supremo Tribunal Federal, Janot afirma que desde 2006 o presidente e seus principais aliados, incluindo Geddel Vieira Lima e Eliseu Padilha, integram uma organização criminosa.

O grupo, segundo o procurador-geral, atuou em estatais como a Caixa, a Petrobras e a Eletrobras.

“Desde meados de 2006 até os dias atuais, Michel Temer, Eduardo Cunha, Henrique Alves, Geddel Vieira Lima, Rodrigo Loures, Eliseu Padilha e Moreira Franco, na qualidade de membros do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), com vontade livre e consciente, de forma estável, profissionalizada, preordenada, com estrutura definida e com repartição de tarefas, agregaram-se ao núcleo politico de organização criminosa para cometimento de uma miríade de delitos, em especial contra a Administração Pública, inclusive a Câmara dos Deputados”, disse o procurador-geral.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade