Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Itamaraty deve ter troca no comando das relações com a Ásia

Mudança será uma sinalização do novo ministro de ajuste nas relações com China e Índia

Por Mariana Muniz Atualizado em 30 mar 2021, 15h54 - Publicado em 30 mar 2021, 15h30

Uma das primeiras — e mais simbólicas — alterações que devem ser feitas pelo novo chanceler Carlos França é a troca no comando da Secretaria de Ásia, Pacífico e Rússia. 

O posto, essencial para as relações com China e Índia, é ocupado desde junho de 2020 pela embaixadora Márcia Donner, que deve ser substituída. O provável destino de Donner é a embaixada do Brasil em Moscou.

Como se sabe, o relacionamento do Itamaraty com os dois países asiáticos, importantes produtores de IFA das vacinas contra a covid-19, foi um dos catalisadores da debacle de Ernesto Araújo.

A mudança está sendo estudada com cautela pelo ministro e será uma sinalização de algum ajuste nas relações com esses dois países e na política multilateral.

Continua após a publicidade
Publicidade