Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Indústria tem retomada das vendas para alimentação fora de casa, diz Abia

Após queda em 2020, vendas para o segmento crescem 20% neste ano

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 26 jul 2021, 09h54 - Publicado em 26 jul 2021, 17h30

As vendas da indústria alimentícia com destino a bares, restaurantes e lanchonetes devem crescer neste ano frente ao ano passado, segundo estimativa da Abia, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos. 

O chamado food service, segmento que reúne locais que oferecem o serviço de alimentação fora de casa, aumentou em importância nas vendas da indústria como um todo. 

De acordo com a Abia, o segmento de food service deve representar 28% das vendas totais da indústria em 2021.  

Em 2020, esse percentual havia sido de 24%, queda de nove pontos percentuais frente aos 33% observados em 2019. 

Antes da pandemia, em 2019, o volume bruto de vendas da indústria alimentícia ao segmento de alimentação fora de casa havia sido de 184,7 bilhões de reais. 

No ano passado, o valor bruto foi de 139,9 bilhões de reais, diferença de 44 bilhões de reais em relação ao ano imediatamente anterior. 

A estimativa é que este ano se encerre com vendas brutas no valor de 166,9 bilhões de reais ao segmento, montante que representa alta de 19,9% em relação ao apurado em 2020. 

Essa melhora tem a ver com a retomada, ainda que lenta, das atividades econômicas em razão do avanço da vacinação no país. 

Mais pessoas estão de volta às ruas, o que ajuda nas vendas do setor. No ano passado, durante as medidas de restrição de circulação de pessoas, o brasileiro mudou o hábito de consumo, dando prioridade à alimentação dentro de casa e não fora.

Continua após a publicidade
Publicidade