Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Indústria química comemora bons resultados na pandemia

Procura por insumo usado na fabricação de água sanitária teve crescimento entre março e maio.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 26 jun 2020, 19h18 - Publicado em 26 jun 2020, 18h32

Cada setor da economia foi atingido de forma diferente pela crise causada pela pandemia. Turismo, hotelaria, entretenimento e gastronomia foram duramente atingidos e agora estão lutando para se reinventar. Já outros setores, como a medicina e a indústria química, estão em evidência e registram grande demanda.

Para citar um exemplo, basta observar o aumento da procura pelo hipoclorito de sódio, um insumo utilizado na fabricação de água sanitária. A demanda pelo produto cresceu 30%, na comparação do período entre março e maio deste ano com janeiro e fevereiro. Quem registra a elevação é a Unipar, referência na produção de cloro, soda e PVC.

Além do hipoclorito, os insumos produzidos pela indústria química são considerados essenciais na cadeia de desinfecção, higienização e limpeza de áreas e superfícies. É caso também da soda (empregada na produção de álcool em gel e sabonetes) e PVC (em escudos faciais, luvas cirúrgicas e de proteção).

Publicidade