Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Indústria pede a Guedes manutenção da agência de crédito à exportação

Encerramento desse contrato irá prejudicar financiamento para essas operações, diz a CNI

Por Evandro Éboli Atualizado em 3 dez 2020, 12h00 - Publicado em 3 dez 2020, 12h23

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) pediu ao ministro Paulo Guedes a renovação do contrato do governo com a Agência Brasileira Gestora de Garantias e Fundos Garantidores (ABGF), hoje agente operador do Seguro de Crédito à Exportação (SCE). O contrato está previsto para terminar em 30 de dezembro.

Em carta enviada a Guedes, e a outros ministros que integram a Camex, o presidente da confederação, Robson Andrade, fez essa solicitação.

Para a indústria brasileira, a não renovação do contrato irá inviabilizar a aprovação de financiamento a exportações. Sem a renovação do contrato, deixarão de ser realizadas atividades como o acompanhamento e gestão das operações de prestação de garantia e de recuperação de créditos.

“O elemento essencial para a existência e eficácia do sistema de crédito oficial à exportação é o pleno funcionamento do operador do seguro de crédito à exportação. Não por acaso, 83% dos países que possuem política de financiamento à exportação têm operador de seguro exclusivamente para tal função”, diz a carta enviada a Guedes.

Continua após a publicidade
Publicidade