Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Indicado de Collor demitido da BR é nomeado em sindicato

O ex-diretor da BR Distribuidora Luís Alves de Lima Filho, afastado do cargo em julho depois de a subsidiária da Petrobras ser alvo de busca e apreensão da Operação Lava-Jato, foi nomeado diretor de Meio Ambiente do Sindicom, o sindicato das empresas distribuidoras de combustíveis. Lima Filho, que havia sido indicado e, 2013 para a […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h58 - Publicado em 2 dez 2015, 06h03
Collor: indicado agora em sindicato

Collor: indicado agora em sindicato

O ex-diretor da BR Distribuidora Luís Alves de Lima Filho, afastado do cargo em julho depois de a subsidiária da Petrobras ser alvo de busca e apreensão da Operação Lava-Jato, foi nomeado diretor de Meio Ambiente do Sindicom, o sindicato das empresas distribuidoras de combustíveis.

Lima Filho, que havia sido indicado e, 2013 para a diretoria de Postos por Fernando Collor de Mello (PTB-AL), foi um dos responsáveis por gerir um contrato que, segundo delação do doleiro Alberto Youssef, teria rendido propina de 3 milhões de reais ao senador.

Na época do contrato, em 2011, o hoje diretor do sindicato era gerente-executivo da diretoria que depois veio a ocupar na BR Distribuidora. Quando foi realizada busca e apreensão na BR, ele não foi um dos alvos, mas, ainda assim, foi afastado do cargo.

O contrato previa a adesão de uma rede de 118 postos à bandeira da BR. Muitos desses postos não se mostraram viáveis economicamente e fecharam, razão pela qual a PF apontou desvantagem econômica para a BR no negócio, selado com uma empresa controlada pelo BTG Pactual, de André Esteves.

Continua após a publicidade
Publicidade