Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Huck critica ‘brigas políticas e xenofobia’ na discussão da vacina

'Vencer o vírus é prioridade agora. Brigas políticas, negacionismos, paixões ideológicas e xenofobias não devem se sobrepor à ciência', diz o apresentador

Por Robson Bonin 21 out 2020, 11h56

Luciano Huck resolveu entrar na guerra da vacina deflagrada nesta quarta por Jair Bolsonaro, ao vetar o pacto firmado por Eduardo Pazuello em torno do imunizante da China produzido em São Paulo.

“Quem não quer ver todos nós protegidos contra a Covid-19? Todos vacinados e a vida voltando a ser como era antes”, escreveu Huck.

“Vencer o vírus é prioridade agora. Brigas políticas, negacionismos, paixões ideológicas, xenofobias e afins não devem se sobrepor à ciência neste momento”, diz o apresentador.

Publicidade