Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Câmara do Rio pode afastar Dr. Jairinho, suspeito da morte de Henry

Conselho de Ética se reúne para decidir futuro do vereador, preso nesta quinta-feira sob acusação de envolvimento na morte da criança de 4 anos

Por Mariana Muniz Atualizado em 12 abr 2021, 12h42 - Publicado em 8 abr 2021, 08h15

A Câmara Municipal do Rio vai pedir o afastamento do vereador Doutor Jairinho, preso na manhã desta quinta-feira sob a acusação de envolvimento na morte do enteado Henry Borel.

O pedido de afastamento será feito pela vereadora Teresa Bergher (Cidadania) ao Conselho de Ética da Câmara, que se reúne às 18h.

Ironicamente, Jairinho é um dos integrantes do Conselho de Ética – eleito no último dia 11, quando a morte da criança já havia ocorrido.

“Precisa ser afastado imediatamente. Pela imagem da casa, pela credibilidade de cada um de nós vereadores e por respeito a esta criança vítima de um cruel assassinato e a toda a população que representamos”, diz Teresa.

Leia também:

Continua após a publicidade
Publicidade