Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Guinada patriota-religiosa do PTB inclui combate à cristofobia no estatuto

Partido mudou as cores para o verde e amarelo, se apresenta como de direita e conservador e tenta atrair Bolsonaro

Por Evandro Éboli Atualizado em 26 nov 2020, 10h31 - Publicado em 26 nov 2020, 11h15

Na sua guinada patriota-religiosa, o PTB não apenas mudou suas cores para o verde-amarelo e adotou o “Deus acima de todos” nos discursos.

O partido do potentado Roberto Jefferson decidiu inserir no seu estatuto coisas como o combate à cristofobia e a defesa da vida desde a sua concepção, conceito contrário a todo tipo de aborto.

Mas para surpresa geral, a certa altura, foi proposto o partido endossar a liberação do cultivo da maconha para fins medicinais. A ideia partiu de Cristiane Brasil, filha do dono da legenda, que faz uso de uma pomada à base de canabidiol para um tratamento de hérnia. Não passou.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade