Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Guerra de Lula contra Moro deve chegar ao fim nesta quarta no STF

O petista está muito perto de conseguir que o Supremo declare a parcialidade do ex-juiz da Lava-Jato no julgamento do caso do tríplex

Por Robson Bonin Atualizado em 23 jun 2021, 09h30 - Publicado em 23 jun 2021, 06h01

Depois de um longo intervalo provocado pelo pedido de vista do decano Marco Aurélio Mello, o STF retoma nesta quarta o julgamento da guerra de Lula contra Sergio Moro na Lava-Jato.

LEIA TAMBÉM: O que falta para Lula ficar completamente livre da Justiça

O petista está muito perto de conseguir que o STF declare a parcialidade do ex-juiz. O decano interrompeu o julgamento em abril, quando o plenário da Corte já havia formado maioria para manter a decisão da Segunda Turma que declarou Moro suspeito para julgar o ex-presidente Lula no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Apenas o decano e o ministro Luiz Fux ainda não apresentaram seus votos. Fux, aliás, vai bater pesado na decisão da Corte de considerar Moro suspeito. Deve se unir a Edson Fachin e Luís Roberto Barroso na parte vencida.

Continua após a publicidade
Publicidade