Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo vai convocar engenheiros aposentados para acelerar projetos

A ideia é chamar profissionais aposentados, nos mesmo modelo da MP do INSS, para acelerar a análise de situações de emergência e destravar obras

Por Robson Bonin 23 mar 2020, 07h25

Chefe do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho segue tocando a agenda para liberar os gargalos na infraestrutura. Ciente de que a conclusão de projetos que estão hoje pendentes também auxilia o país a fortalecer a economia e o combate ao coronavírus, o ministro quer pegar carona na Medida Provisória que convocou servidores aposentados ao trabalho INSS.

A ideia é também chamar engenheiros e profissionais técnicos aposentados que possam reforçar as equipes do ministério na análise de projetos, tanto na área de Defesa Civil, para dar rapidez no reconhecimento de situações de emergência, como na análise obras, acelerando as entregas.

O governo quer fazer frente à desaceleração econômica causada pela pandemia do coronavirus. Também por causa do vírus, serão chamados profissionais com no máximo 59 anos, fora do grupo de risco.

Marinho colocou como meta de sua gestão a entrega de todas as obras iniciadas e uma das medidas para isso era o reforço das equipes. Ele enxergou uma oportunidade de enfrentar os gargalos nessa medida provisória, que originalmente foi criada para enfrentar a fila do INSS.

Continua após a publicidade
Publicidade