Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo pede explicação da Petrobras sobre alta da gasolina

Ministério da Justiça também solicitou esclarecimentos sobre possível risco de desabastecimento

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 28 out 2021, 14h48 - Publicado em 28 out 2021, 14h24

O Ministério da Justiça e Segurança Pública notificou a Petrobras e a Transpetro para que as empresas prestem esclarecimentos sobre as possíveis dificuldades no fornecimento de combustíveis, especialmente com relação à capacidade de abastecimento e à alta de preços no setor.

No início da semana, a Petrobras anunciou mais um reajuste nos preços da gasolina e do diesel nas distribuidoras, em 7% e 9%, respectivamente.

A notificação, feita pela Secretaria Nacional do Consumidor, busca coletar informações sobre os impactos ao longo da cadeia de fornecimento de combustíveis, a partir das últimas notícias sobre possíveis dificuldades de abastecimento de combustíveis por parte da Petrobras junto aos distribuidores, tendo em vista o aumento da demanda no próximo mês.

Em setembro, o órgão do Ministério da Justiça já havia notificado as principais distribuidoras de combustíveis, como a BR Distribuidora (Vibra) e a Ipiranga, sobre o mesmo assunto.

As empresas têm um prazo de dez dias para responder aos questionamentos, a contar do recebimento da notificação.

Continua após a publicidade

Publicidade