Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo de São Paulo vai investir R$ 100 milhões na Amazônia

Projeto visa atrair financiadores internacionais interessados na preservação e no desenvolvimento sustentável da região

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 3 nov 2021, 16h08 - Publicado em 1 nov 2021, 10h40

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira que o estado vai destinar 100 milhões de reais para a “resolução de desafios” da Amazônia. A iniciativa foi apresentada na Conferência das Nações Unidas Sobre Mudança Climática em Glasgow, na Escócia.

O evento, que reunirá 0nze governadores brasileiros, foi descartado pelo presidente Jair Bolsonaro, que decidiu não participar por uma questão de “estratégia”. Bolsonaro está na Itália, após participar da cúpula do G20 no final de semana.

O projeto anunciado na COP-26 prevê que os recursos — que podem chegar a 500 milhões de reais — serão disponibilizados pela Fapesp — Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo — e que haverá uma ação conjunta entre São Paulo e os nove estados que compõem a Amazônia Legal — Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Entre os objetivos do programa, está a bioeconomia como política de desenvolvimento econômico e a conservação da biodiversidade e mudanças climáticas.

“A inscrição no edital estará vinculada à participação de pelo menos um pesquisador ou instituto da região. O anúncio na COP é uma oportunidade para atrair potenciais financiadores internacionais interessados na preservação e no desenvolvimento sustentável da Região Amazônica que queiram se juntar a este esforço de pesquisa”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico Patricia Ellen.

Continua após a publicidade

Publicidade