Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo Bolsonaro mira Rosa Weber para manter segunda instância – entenda

AGU também vai adaptar o discurso de que a reversão da prisão em segunda instância poderia soltar estupradores e narcotraficantes

Por Laryssa Borges - 23 out 2019, 10h03

O Advogado-geral da União, André Mendonça, passou os últimos dias em uma espécie de peregrinação a gabinetes de ministros do STF em uma tentativa de sensibilizar os magistrados a manter a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

O plano original era visitar os onze gabinetes, mas, ao final, Mendonça decidiu focar naqueles que podem ser o fiel da balança, como a ministra Rosa Weber.

A AGU também vai adaptar o discurso de que a reversão da prisão em segunda instância poderia soltar estupradores e narcotraficantes, já que ministros do próprio Supremo refutaram a informação.

No governo, o debate sobre a legalidade da execução provisória da pena é considerado como um dos mais importantes julgamentos do ano.

Publicidade