Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governadores tucanos em encontro quase sigiloso às vésperas do impeachment

No sábado, às vésperas da votação do impeachment na Câmara, quatro governadores tucanos se reuniram com cerca de 40 empresários em Campos do Jordão. O encontro, promovido pelo Centro Empresarial da América Latina (Ceal) e coordenador pelo economista e empresário Roberto Gianetti da Fonseca, foi marcado pela discrição. Estiveram presentes Geraldo Alckmin (SP), Beto Richa […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h56 - Publicado em 21 abr 2016, 11h02
Ops

Ops…

No sábado, às vésperas da votação do impeachment na Câmara, quatro governadores tucanos se reuniram com cerca de 40 empresários em Campos do Jordão.

O encontro, promovido pelo Centro Empresarial da América Latina (Ceal) e coordenador pelo economista e empresário Roberto Gianetti da Fonseca, foi marcado pela discrição.

Estiveram presentes Geraldo Alckmin (SP), Beto Richa (PR), Pedro Taques (MT) e Marconi Perillo (GO).

Preocupados com a repercussão de painéis que discutiram o cenário econômico pós-impeachment, os políticos exigiram que não houvesse cobertura da imprensa.

Apontado como possível ministro de Temer na Fazenda, Paulo Hartung (ES) cancelou sua participação.

O quase sigilo, contudo, foi quebrado por Perillo. O governador postou uma imagem do evento em sua página oficial no Facebook.

No encontro, houve palestras dos economistas Carlos Kawall, do Banco Safra, e Paulo Rabello.

Continua após a publicidade

Publicidade