Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governadores de 16 estados pedem providências contra agressões

"Estimular motins policiais e divulgar Fake News" são procedimentos "repugnantes", dizem em carta

Por Mariana Muniz 29 mar 2021, 18h15

Governadores de 16 estados assinaram uma carta nesta segunda-feira em que pedem aos chefes dos três poderes — Executivo, Legislativo e Judiciário — providências contra onda de agressões e fake news. 

“Os Estados e todos os agentes públicos precisam de paz para prosseguir com o seu trabalho, salvando vidas e empregos. Estimular motins policiais, divulgar Fake News, agredir Governadores e adversários políticos, são procedimentos repugnantes, que não podem prosperar em um país livre e democrático”, afirmam. 

A carta foi publicada na esteira de um movimento nas redes sociais contra o governador do baiano, Rui Costa (PT), após a morte de um policial militar que fez disparos no Farol da Barra, em Salvador.  

A presidente da CCJ da Câmara, deputada Bia Kicis (PSL-DF), chegou a pedir em uma rede social para que os soldados não cumprissem “ordem ilegal”. 

“Conclamamos o Presidente da República, os Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, bem como o Presidente do Supremo Tribunal Federal, para que adotem todas as providências de modo a coibir tais atos ilegais e imorais”, pedem os governadores. 

Continua após a publicidade
Publicidade