Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governador de SC luta pela sobrevivência em votação nesta quinta

Legislativo vai votar abertura do processo de impeachment nesta tarde

Por Robson Bonin - Atualizado em 17 set 2020, 07h47 - Publicado em 17 set 2020, 07h06

Alvo de um processo de impeachment já em estágio avançado de tramitação, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, tem as últimas horas nesta quinta para evitar que os deputados da Assembleia Legislativa catarinense abram o processo que pode levar à cassação do seu mandato.

Depois de a comissão ter aprovado o parecer contra o governador, os deputados votam a abertura do impeachment nesta tarde, em sessão marcada para 15h. Moisés precisa de 14 votos em 40 deputados para conseguir vencer essa primeira guerra — ele é alvo de outro processo de impeachment por corrupção em contratos da pandemia.

Se Moisés for cassado, a decisão valerá também para a vice, Daniela Reinehr, que tenta obter uma decisão no STF que interfira no processo e garanta seu direito de não ser julgada pelos atos do titular do governo.

As denúncias de corrupção contra o presidente da Alesc, deputado Julio Garcia, que assumirá o governo com a cassação da dupla é o que motivam aliados do governador e da vice a continuarem o trabalho de convencimento junto aos deputados. O quadro, no entanto, é desolador.

Continua após a publicidade
Publicidade