Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fusão movimenta setor de gestão de condomínios

Previsão das empresas GoSoft e Athos é investir juntas 40 milhões de reais até o final de 2021.

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 20 jul 2020, 13h37 - Publicado em 20 jul 2020, 13h32

A GoSoft e a Athos decidiram se unir para formar a principal empresa de softwares de gestão de condomínios do país. Juntas, passarão a atender administradoras e imobiliárias que são responsáveis por 25.000 condomínios com 2,2 milhões de unidades e aproximadamente 6 milhões de moradores. Pelos sistemas das companhias são processados atualmente 15 bilhões de reais por ano, cerca de 10% do total do mercado nacional.

A expectativa é anunciar a nova marca nos próximos meses. Até o final de 2021, serão aplicados aproximadamente 40 milhões de reais em contratação de pessoal, pesquisa e desenvolvimento. A fusão oferecerá aos gestores mais ferramentas para a administração dos condomínios, assim como trará mais comodidade e benefícios aos moradores. A Pulsar Invest assessorou as empresas na fusão.

ASSINE VEJA

Crise da desigualdade social: a busca pelo equilíbrio Leia nesta edição: Como a pandemia ampliou o abismo entre ricos e pobres no Brasil. E mais: entrevista exclusiva com Pazuello, ministro interino da Saúde
Clique e Assine

Fundada em 1984, a GoSoft consolidou-se no desenvolvimento de sistemas de gestão (ERPs) para a administração de condomínios e imóveis. Criada 10 anos depois, a Athos construiu sua trajetória com base no desenvolvimento de aplicativos e portais para o mercado de condomínios e imóveis. Por atuarem com produtos e serviços complementares, as empresas possuíam uma parceria comercial há mais de dez anos.

Publicidade