Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Fundação Renova conclui repasse de R$ 830 milhões

Entidade foi criada para reparar danos do desastre de Mariana (MG)

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 11 ago 2021, 17h04 - Publicado em 11 ago 2021, 18h30

A Fundação Renova, entidade criada para coordenar os trabalhos de reparação à sociedade pelo rompimento da barragem da Vale e da BHP em Mariana (MG), concluiu o repasse de 830 milhões de reais para investimentos em educação, infraestrutura e saúde nos municípios de Minas Gerais e Espírito Santo atingidos pela onda de rejeitos. 

O desastre de Mariana ocorreu em novembro de 2015. Na ocasião, ao menos 19 pessoas morreram no que foi considerado um dos maiores desastres ambientais da história brasileira. 

Os recursos foram repassados a 38 municípios da região do Rio Doce, em Minas. A ideia é que parte dos recursos sejam aplicados na criação de um distrito industrial na região, na reestruturação de 153 quilômetros de estradas e na construção de até 900 escolas. Outra parte dos recursos será destinada para a conclusão de um hospital na cidade de Governador Valadares, também em Minas.   

As primeiras parcelas dos recursos foram repassadas em agosto do ano passado e em janeiro deste ano. A terceira e última parcela, de 124,3 milhões de reais, foi depositada em 12 de julho passado. 

A reparação dos danos foi definida em acordo judicial homologado pela 12ª Vara Federal de Minas Gerais. A Fundação ficou a cargo do repasse de verbas aos cofres públicos. A execução dos projetos ficou sob responsabilidade pelos governos estaduais e municipais.

Continua após a publicidade

Publicidade