Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Filho de Cabral acusa MPF de violar lei para se promover

'Pode o fiscal da lei violar a lei em busca de promoção pessoal?'

Por Ernesto Neves Atualizado em 29 nov 2017, 18h57 - Publicado em 29 nov 2017, 12h36

A página “Eu apoio Sérgio Cabral”, mantida por seu filho, o deputado Marco Antônio, rebateu as denúncias do Ministério Público Federal de que o ex-governador tem regalias na prisão.

Segundo Marco Antônio, Cabral não pode comer camarão, um dos alimentos achados no local.

“A denúncia é falsa! Cabral não come camarão há mais de dez anos”, escreveu. O ex governador tem ácido úrico alto e toma diariamente zyloric 100. Sua médica o proibiu de comer frutos do mar há anos”, afirma Marco Antônio. “Sérgio Cabral jamais pediu comida em qualquer restaurante nesse 1 ano de prisão”. 

Em seguida, Marco Antônio acusa o MPF de violar a lei.

“A lei proíbe a veiculação de imagens de presos no sistema carcerário. Pode o fiscal da lei violar a lei em busca de promoção pessoal?”

 

Atualização: A página não é feita diretamente pelo deputado Marco Antonio Cabral

Correção: Não é MPF, mas mas MP-RJ

 

Continua após a publicidade
Publicidade