Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ficando à vontade

Ronaldo Caiado acaba de apresentar um projeto de lei que basta começar a tramitar para criar perturbação ao governo. A proposta determina a concessão de vistos permanentes a todos os médicos cubanos vindos por meio do Mais Médicos que solicitarem o documento. Na prática, se o projeto for aprovado, algo pouquíssimo provável, o visto garantiria […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 05h23 - Publicado em 17 set 2013, 15h28

Alvo do projeto

Ronaldo Caiado acaba de apresentar um projeto de lei que basta começar a tramitar para criar perturbação ao governo. A proposta determina a concessão de vistos permanentes a todos os médicos cubanos vindos por meio do Mais Médicos que solicitarem o documento.

Na prática, se o projeto for aprovado, algo pouquíssimo provável, o visto garantiria a essa turma o direito de nunca mais pisar em Cuba e permanecer trabalhando no Brasil por tempo indeterminado. Bem ao seu estilo, Caiado usou a justificativa da proposta para expôr o Palácio do Planalto.

O alvo? Uma frase de Gilberto Carvalho sobre o fato de os cubanos receberem apenas uma fração dos 10 000 reais pagos aos demais profissionais do programa – o restante vai para o caixa do Estado cubano.

A frase de Carvalho:

– Se o médico aceitou vir para cá nessas condições, é uma relação do cidadão cubano com seu governo. Esse não é um problema nosso.

Uma vez tramitando na Câmara, não faltará munição para os opositores do Mais Médicos apedrejarem Dilma Rousseff e Alexandre Padilha.

Continua após a publicidade
Publicidade