Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

FHC nunca morreu de amores por Alckmin

Ex-presidente, segundo pessoas próximas, jamais se sentiu prestigiado pelo correligionário

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 3 jan 2018, 08h31 - Publicado em 3 jan 2018, 08h30

A entrevista em que Fernando Henrique Cardoso admitiu para o “Estadão” a possibilidade de o PSDB largar Geraldo Alckmin para abraçar uma candidatura mais competitiva surpreendeu apenas uma parte do tucanato.

Gente que conhece FHC há décadas diz que ele jamais teve o governador de São Paulo na galeria de seus correligionários preferidos.

O ex-presidente, segundo pessoas que já conversaram com ele a respeito de Alckmin, sentia-se pouco prestigiado pelo governador.

Obviamente, se Alckmin se mantiver na disputa presidencial, FHC trabalhará pela eleição do colega. Mais por falta de alternativa do que por entusiasmo.

Continua após a publicidade
Publicidade