Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

FHC atua como pacificador dentro do PSDB

Desde o conflito entre Doria e Aécio, ex-presidente tem conversado com aliados para evitar desgastes ao partido

Por Robson Bonin Atualizado em 18 fev 2021, 14h35 - Publicado em 22 fev 2021, 07h30

No entrevero que movimentou o PSDB antes do Carnaval, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acabou atuando como uma espécie de mediador no conflito entre João Doria e Aécio Neves.

Do apartamento dele em São Paulo, FH pegou o telefone e ligou para figuras importantes dos dois lados — incluindo Doria e Aécio, claro — pedindo que os ataques parassem. Respeitado no partido, FH foi prontamente atendido.

Para a turma de Aécio, restou a satisfação de ter evitado o movimento de Doria, que garantiria a candidatura em 2022. Já para a turma do governador de São Paulo, o movimento serviu para revelar traidores no ninho, gente com quem Doria não poderá contar no seu projeto presidencial.

Publicidade