Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

EXCLUSIVO: Bolsonaro afasta o diretor-presidente da Ancine

Christian de Castro Oliveira foi afastado na noite desta sexta (30)

Por Robson Bonin Atualizado em 30 ago 2019, 19h48 - Publicado em 30 ago 2019, 18h55

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Cidadania, Osmar Terra, afastaram na noite desta sexta (30) o diretor-presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Christian de Castro Oliveira. No lugar de Oliveira, Bolsonaro nomeou como substituto Alex Braga Muniz.

A decisão de Bolsonaro foi motivada por uma medida judicial contra Castro, que foi alvo de investigações da Polícia Federal no governo de Michel Temer.

Em nota, o Ministério da Cidadania afirmou que o afastamento faz parte do cumprimento de decisão judicial proferida pela 5ª Vara Federal Criminal do Rio.

Diz ainda que os servidores Magno de Aguiar Maranhão Junior, Juliano Cesar Alves Vianna, Marcos Tavolari e Ricardo César Pecorari também foram exonerados pelo ministro Osmar Terra.

E que fará “esforços para que a Agência possa atender o setor com normalidade”.

Continua após a publicidade

Christian foi nomeado diretor-presidente do órgão no início de 2018 e seu mandato iria até outubro de 2021.

Mas sua administração enfrentava uma escalada de problemas.

Em abril, um relatório elaborado pelo ministro do TCU André Luís de Carvalho informou que agência deveria melhorar suas condições técnicas, financeiras e operacionais ao analisar as prestações de contas.

O ministro recomendava que, sem essas medidas, nenhum novo acordo deveria ser celebrado. 

Pouco antes, em dezembro, a polícia realizou uma operação de busca e apreensão na sede da Ancine. Foram apreendidos computadores, HDs e livros contábeis, incluindo o equipamento do presidente. 

Veja/VEJA
Continua após a publicidade
Publicidade