Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ex-ministros de Dilma atacam Jucá nas redes

Jaques Wagner e Ricardo Berzoini, ex-ministros de Dilma Rousseff, se manifestaram nas redes sobre os diálogos vazados envolvendo Romero Jucá, atual ministro do Planejamento, e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. “As conversas dele (Jucá) com Sérgio Machado não deixam margem para dúvida: o impeachment só ocorreu porque o PMDB temia o avanço da Lava-Jato”, escreveu Wagner […]

Por Da Redação - Atualizado em 9 fev 2017, 07h53 - Publicado em 23 maio 2016, 14h01
Rindo a toa

Rindo à toa

Jaques Wagner e Ricardo Berzoini, ex-ministros de Dilma Rousseff, se manifestaram nas redes sobre os diálogos vazados envolvendo Romero Jucá, atual ministro do Planejamento, e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

“As conversas dele (Jucá) com Sérgio Machado não deixam margem para dúvida: o impeachment só ocorreu porque o PMDB temia o avanço da Lava-Jato”, escreveu Wagner no Twitter. “Era justamente para permitir que os malfeitos continuassem ocorrendo livremente”, completou.

Em vídeo divulgado no Facebook de Dilma Rousseff, Berzoini classificou como “escândalo” e “vergonha” o diálogo entre Jucá e Machado. O ex-ministro disse que “não é possível admitir que um episódio como esse não seja efetivamente investigado”. “É um produto do governo golpista de Eduardo Cunha, Michel Temer e Romero Jucá”, completou.

Publicidade

 

 

Publicidade