Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ética de presidente

Agora, no Plenário do Senado: Renan Calheiros põe em votação à chamada PEC dos Mensaleiros, que determina a cassação automática de mandato do político que cometer crimes contra a administração pública. Aberto o painel, o placar mostra um voto contrário. O autor da obra, justamente, o presidente do Conselho de Ética do Senado: João Alberto. […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h25 - Publicado em 11 set 2013, 20h56

Opção consciente

Agora, no Plenário do Senado: Renan Calheiros põe em votação à chamada PEC dos Mensaleiros, que determina a cassação automática de mandato do político que cometer crimes contra a administração pública.

Aberto o painel, o placar mostra um voto contrário. O autor da obra, justamente, o presidente do Conselho de Ética do Senado: João Alberto.

Em tom quase provocativo, Antônio Carlos Valadares pede a palavra e manda:

– Presidente, deve ter havido algum engano na votação de João Alberto.

Sem constrangimento, o próprio João Alberto assume a opção bizarra:

– Não, eu votei certo.

Continua após a publicidade
Publicidade