Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estrutura repaginada

A Anvisa vai tirar do papel uma dança das cadeiras de grandes proporções. Nove superintendências serão criadas e parte das atuais gerências será suprimida. Os novos superintendentes ficarão hierarquicamente acima dos gerentes gerais. Dirceu Barbano, diretor-presidente da agência, anunciou ontem a decisão de alterar a estrutura, mas ainda não bateu o martelo sobre quais departamentos […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h14 - Publicado em 8 out 2013, 08h22
Mudanças no organograma

Mudanças no organograma

A Anvisa vai tirar do papel uma dança das cadeiras de grandes proporções. Nove superintendências serão criadas e parte das atuais gerências será suprimida.

Os novos superintendentes ficarão hierarquicamente acima dos gerentes gerais. Dirceu Barbano, diretor-presidente da agência, anunciou ontem a decisão de alterar a estrutura, mas ainda não bateu o martelo sobre quais departamentos sumirão do mapa.

Já está decidido, por exemplo, que a gerência-geral de Tabaco será fundida à de Agrotóxicos. A de Saneantes e a de Cosméticos também vão virar uma só.

Algumas das superintendências em gestação já deverão ser ocupadas até o final deste ano, mas a conclusão das mudanças no organograma está prevista para o primeiro semestre do ano que vem. Segundo os cálculos de Barbano, a repaginação vai enxugar a folha da agência.

Continua após a publicidade
Publicidade