Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Energisa avança desligamento de termoelétricas no Norte do país

Substituição de usinas a diesel soma investimento de 94 milhões de reais.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 8 dez 2020, 17h09 - Publicado em 8 dez 2020, 18h32

A Energisa começa a entregar nesta terça obras que vão desligar termelétricas no Acre, o que representa uma economia de 16,7 milhões de reais por ano em gastos no consumo com combustível. A subestação de Assis Brasil, a 340 km de Rio Branco, será inaugurada nesta terça-feira. Já em Manoel Urbano, a 244 km da capital, a operação começa no dia 15.

Os investimentos de 94 milhões de reais fazem parte do projeto de desligamento de termelétricas da Energisa na região Norte, a mudança para uma matriz energética limpa e a integração ao Sistema Interligado Nacional. As obras incluem cerca de 670 torres e aproximadamente 200 quilômetros de linhas de distribuição, que vão beneficiar quase 17.000 pessoas.

Esse é o primeiro bloco de obras da Energisa previsto para os próximos cinco anos no Acre, quando serão inauguradas mais três subestações. Com a conclusão do projeto, cerca de 95% do fornecimento de energia por usinas movidas a diesel será eliminado no Estado.

Publicidade