Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Empresa de criogenia abre banco de embriões em Alphaville por R$ 5 milhões

CryoForLife promete ser o primeiro centro de armazenagem de embriões e óvulos da América Latina

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 8 out 2021, 20h03 - Publicado em 11 out 2021, 15h30

A empresa de criogenia CryoForLife investiu 5 milhões de reais na criação do primeiro centro 100% dedicado ao armazenamento de embriões e óvulos humanos da América Latina. Com sede em Alphaville, em São Paulo, o local funcionará como uma câmara fria monitorada 24 horas por dia. A ideia da empresa é prestar serviço aos laboratórios de reprodução assistida, que atualmente arcam com elevados custos de logística, preservação e manutenção desses materiais a temperaturas baixíssimas. 

O mercado da criogenia, que é a preservação de tecidos e materiais orgânicos por meio do seu congelamento a temperaturas abaixo dos menos 100 graus, está a todo vapor no Brasil e no mundo. Com a tecnologia disponível atualmente é possível preservar não só embriões e óvulos, mas espermatozoides e células-tronco. Segundo dados da Anvisa, em 2019 o Brasil congelou 100.380 embriões. Esse número era de 32.181 em 2012. Atualmente, 70% dos embriões são congelados na região sudeste. A depender da demanda, a CryoForLife pretende abrir outras unidades pelo país.

Publicidade