Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em plena crise energética, Oi inaugura usinas solares em GO e MT

Operadora de telefonia tem agora sete plantas de energia solar espalhadas pelo país; objetivo é diversificar consumo de fontes renováveis

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 2 set 2021, 13h35 - Publicado em 2 set 2021, 13h30

Em meio às notícias de que o país caminha para uma das piores crises hídricas em décadas, a Oi colocou em operação duas usinas de geração de energia solar para atender a sua demanda empresarial. 

Inauguradas em agosto em Goiás e no Mato Grosso, as unidades, chamadas de “fazendas solares”, se juntam agora a outras cinco que a empresa de telefonia tem espalhadas pelo país. 

As plantas são parte da estratégia de ESG da companhia de diversificar sua matriz energética e dobrar o consumo de fontes renováveis até 2025. 

A ideia da empresa é chegar a 32 usinas solares do tipo, no modelo chamado de geração distribuída, que é quando a produção de energia acontece próxima ou no próprio local de consumo.

Continua após a publicidade
Publicidade