Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em meio a polêmicas, Witzel demite subsecretário-executivo de Saúde do Rio

Gabriell Neves era responsável pelos processos de contratações emergenciais ligadas à crise do coronavírus

Por Mariana Muniz Atualizado em 20 abr 2020, 14h28 - Publicado em 20 abr 2020, 14h27

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), exonerou o subsecretário-executivo de Saúde, Gabriell Neves. A demissão foi publicada em edição extra do Diário Oficial do estado nesta segunda-feira.

Neves havia assumido o cargo em fevereiro e era responsável pelos processos de contratações emergenciais ligadas à crise do coronavírus – que vinham gerando críticas pela falta de transparência e valores altos.

O Radar revelou que dois contratos emergenciais que totalizam quase 92 milhões de reais foram fechados com duas Organizações de Sociais (OSs) – que passaram a administrar dois hospitais do estado, o Anchieta e o Zilda Arns – vinham sendo alvo de questionamentos por outras organizações interessadas em participar do pregão emergencial.

O subsecretário já estava afastado temporariamente do cargo desde o último dia 11, por decisão do secretário estadual de Saúde do Rio, Edmar Santos.

Continua após a publicidade

Publicidade