Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em discurso, senador volta a defender chicotadas em presos

Tortura

O senador Reditário Cassol (PR-RO) voltou a defender a tortura em microfone aberto, na tribuna do Congresso. Em 2011, ele defendeu a prática de utilizar chicotes para disciplinar presos e foi duramente criticado. O homem de 82 anos não amadureceu de lá para cá. O discurso é o mesmo: ele voltou a argumentar pela prática nesta semana.

Mais do que isso, Cassol prontificou-se a ser um carrasco: “Quem ganhar a Presidência da República, se quer botar o chicote, eu sou franco em dizer: eu sou um que me prontifico, e de graça. Não preciso ganhar nada. E meter o chicote mesmo, como antigamente funcionava o chicote”. 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s