Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Educafro elogia empresa que destina 100% das vagas de trainee para negros

Frei David ataca críticos da iniciativa da Magalu nas redes: "são ricos da classe média alta branca. Gente com visão egocêntrica de país"

Por Evandro Éboli - Atualizado em 19 set 2020, 20h14 - Publicado em 19 set 2020, 20h15

Diretor-executivo da Educafro, o frei David Santos elogiou muito a iniciativa do Magazine Luiza em destinar a totalidade das vagas do programa Trainee 2021 para candidatos negros.

Nas redes, a ação da empresa é alvo de algumas críticas, condenadas pelo frei.

“Boas empresas estimulam e investem com coragem na diversidade. Esse é um excelente exemplo. E precisamos nos contrapor a esses argumentos arcaicos, contrários, que se manifestam nas redes sociais, nesse momento. São pessoas com um perfil de classe média alta e branca. Gente que tem uma visão egocêntrica de Brasil e nunca se manifestou nas suas redes por um país mais equilibrado e com oportunidades para todos”, disse Frei David ao Radar.

O diretor da Educafro ligou para Luiza Trajano, CEO da Magalu, e a parabenizou pelo programa, anunciado assim pela empresa: “Igualdade de oportunidades e a inclusão são duas das nossas mais importantes causas. E, por isso, neste ano será exclusivo para candidatos negros”.

Segue Frei David:

“É inaceitável que todas as empresas do país ainda não estimulam ações que levem à igualdade de oportunidades para negros e brancos. Magalu está de parabéns e passa a ser um excelente exemplo para as demais empresas que atuam no Brasil, sem enxergar o verdadeiro Brasil”.

E encerra assim sua fala.

“Chega de ações superficiais, com poucos resultados de inclusão. Chega de ações que são só marketing e não gera mobilidade para o povo afro-brasileiro.”

 

Continua após a publicidade
Publicidade