Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eduardo Paes é alvo de ação do Ministério Público por licitação de ônibus

Ex-prefeito do Rio e ex-secretário de Transportes são alvo de ação civil pública por improbidade administrativa

Por Mariana Muniz - Atualizado em 11 nov 2019, 19h03 - Publicado em 11 nov 2019, 18h03

O Ministério Público do Rio apresentou, no dia 29 de outubro, uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o ex-prefeito Eduardo Paes, seu secretário de Transportes, Alexandre Sansão, um grupo de gestores e empresas de ônibus.

O MP pede a condenação de todos, com perda de bens e ressarcimento aos cofres da cidade, por conta da licitação dos ônibus em 2010.

No texto da ação, que corre na 16ª Vara de Fazenda Pública, o MP aponta “favorecimento às empresas de transporte, diversas ilegalidades, omissões e irregularidades”.

Paes e as empresas de transportes são instados a devolver um total de R$ 512 milhões, em valores atualizados.

Publicidade